sexta-feira, 8 de julho de 2011

CRECHE BERÇÁRIO PRÉ-ESCOLA - FECHAR EM JANEIRO - CNE - MEC

èTextos em AZUL ou VERMELHO são comentários; não integram as normas educacionais.  


 Folha de São Paulo, 08/07/2011 - São Paulo SP
Conselho autoriza creche a fechar nas férias Parecer do Conselho Nacional de Educação diz que pré-escolas também devem suspender atividades no período. Decisão precisa ser ainda homologada pelo Ministério da Educação para se transformar em regra para todo o país LARISSA GUIMARÃES DE BRASÍLIA
O CNE (Conselho Nacional de Educação) aprovou ontem, por unanimidade, um parecer considerando que creches e pré-escolas não devem funcionar no período de recesso ou de férias. A consulta foi feita pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. O parecer do CNE deverá ser homologado em breve pelo Ministério da Educação e, depois, publicado no "Diário Oficial da União", servindo de norma para todo o país. No ano passado, as defensorias públicas em São Paulo e Jundiaí (58 km da capital) conseguiram na Justiça uma decisão proibindo o fechamento de berçários, creches e 
pré-escolas nas férias. A ação foi protocolada após pais de crianças alegarem que, durante o recesso, não tinham onde deixar os filhos pequenos para ir ao trabalho. Há dois meses, a defensoria de Santos (litoral de São Paulo) conseguiu o mesmo benefício.
Para tomar a decisão, o CNE alegou que creches e pré-escolas precisam de recesso para organizar currículos e planejar as atividades educacionais das crianças. "As escolas não podem levar todo o peso do mundo. Creches e pré-escolas são instituições educacionais, e não 
de assistência social", disse o conselheiro Cesar Callegari, que foi relator do processo. Para ele, o período de férias escolares também é fundamental para estimular a convivência familiar da criança. "Nem todas as necessidades das crianças podem e devem ser atendidas pelas instituições educacionais. Não convém sobrecarregá-las", afirmou. Segundo a Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), se as creches funcionassem durante todo o ano, sem interrupção, seria necessário mais professores e aumentar em 33% os investimentos.


= = > OBS. Isto não afasta a oferta de "Colonia de Férias" 




Nenhum comentário:

Postar um comentário